Um UPDATE no Decreto de Trump

Um Update no Decreto de Trump

Um Update no Decreto de Trump

Cronologicamente, o que ocorreu e como está a situação do Decreto de Trump sobre a imigração nos EUA:

Sexta-feira, 27 de janeiro: O Decreto de Trump é assinado.

Domingo, 29 de janeiro: O chefe de gabinete da Casa Branca, Reince Priebus, disse em encontro com a imprensa que os detentores de green card, residentes legais permanentes, não estão sujeitos à proibição. O secretário Kelly, no entanto, indicou em uma declaração que os portadores do green card seriam autorizados a entrar nos EUA, caso a caso.

Terça-feira, 31 de janeiro: O Departamento de Estado e o Departamento de Segurança Interna disseram que pessoas com dupla cidadania seriam permitidas nos EUA se o passaporte que apresentavam na fronteira não fosse de um dos países restritos. Isso reverteu uma declaração de sábado, segundo a qual, pessoas de dupla nacionalidade de um dos sete países proibidos não seriam admitidas no país por 90 dias sem visto.

No mesmo dia, terça-feira, 31 de janeiro: O Departamento de Segurança Interna anunciou que intérpretes iraquianos a serviço do exército americano com vistos especiais de imigrante podem entrar no país.

Quarta-feira, 1º de fevereiro: O secretário de imprensa da Casa Branca, Sean Spicer, disse que os detentores de green card estão completamente isentos da proibição e não exigem uma renúncia.

Quinta-feira, 2 de fevereiro: A Casa Branca alterou a ordem para permitir que intérpretes iraquianos entrassem no país.

Sexta-feira, 3 de fevereiro: Depois de uma ação dos estados de Washington e Minnesota, o juiz federal de Seattle, James Robart, emite uma ordem de restrição temporária que impede a proibição em todo o país.

Sábado, 4 de fevereiro: O Departamento de Justiça pede ao Tribunal de Apelações dos Estados Unidos para o 9º Circuito de São Francisco para reverter a decisão de Robart e restabelecer a proibição.

Domingo, 5 de fevereiro: O tribunal nega esse pedido.

Terça-feira, 7 de fevereiro: O Tribunal de Apelações dos Estados Unidos para o 9º Circuito ouve argumentos dos advogados do Departamento de Justiça sobre por que o Decreto de Trump deve ser mantido.

Quinta-feira, 9 de fevereiro: Por decisão do Tribunal de Apelações, a suspensão ao Decreto de Trump é mantida.

Nota –

Em consulta na sexta-feira, dia 10 de fevereiro, junto à Embaixada americana em Brasília, a BR-Visa apurou que as questões referentes ao tempo de emissão de visto americano e isenção de entrevista se mantêm inalteradas desde a assinatura da Ordem Executiva. Ou seja, apenas vistos vencidos em menos de 12 meses poderão ser renovados e isentos de entrevista consular.
Além disso, a regra de isenção de entrevista mudou; apenas solicitantes com idade inferior a 14 anos ou acima dos 79 anos, que nunca tiveram um pedido de visto recusado, em geral não necessitam agendar entrevista no Consulado ou Embaixada.